2007-2020 © - webdesign: Luís Fernando Couto

Al rights reserved - LFC - P/2016 @

Count
Acervo Virtual Antônio Candeia Filho

Dia 6 de agosto de 2015

Circo Voador

Cecília Rabello. É com o coração transbordando de felicidade, que convido toda a rapaziada do samba para comemorar com este time de peso, os 80 anos do mestre dos mestres Candeia! Paulinho da Viola, Monarco e Martinho da Vila, com participação especialíssima de Cristina Buarque e Teresa Cristina. Salve o samba! Salve Candeia!

CANDEIA, lição permanente de samba e resistência

 

Antônio Candeia Filho viveu pouco, apenas 43 anos, mas criou intensamente e deixou uma obra e uma história de vida que só enchem de orgulho seus pares e seus seguidores. Mito da resistência cultural brasileira - a criação da escola de samba Quilombo, em meados da década de 70, é o exemplo maior de sua identificação e militância nessa área -, um dos grandes nomes da grande Portela e considerado um dos compositores mais importantes da música popular brasileira, Candeia teve o seu nome lembrado e festejado nos últimos anos, por meio de várias regravações de seus sambas e de inúmeras homenagens prestadas a ele e à sua obra. Começou a frequentar a Portela, virou compositor da escola e em 1953, antes ainda de completar 18 anos, viu sua gloriosa agremiação de Madureira desfilar com um samba-enredo de sua autoria, "As Seis Cartas Magnas". A Portela não venceu o Carnaval, mas a nota 10 obtida no quesito samba-enredo carimbou o passaporte do autor para o mundo do samba.